Tcharam! Uma maçaroca pra chamar de sua.
Leia em 5 min

Essa tal suculenta pérola foi a primeira que eu fiz, porque foi a primeira suculenta diferentona que eu conheci. Foi na casa da minha sogra, que é a rainha multiplicadora das suculentas e cactos, e assim que pensei no terrário pro desafio, não deu outra: foi nela que pensei primeiro.

Fala sério: uma planta cujas folhas são bolinhas, tem como não morrer de amores? Não que a gente vá crochetar bolinhas BEM BOLINHAS, porque eu acho que ninguém é obrigada (não sei vocês). Mas pensei num jeitin de fazer que dá um efeito parecido sem matar a gente e sem fazer a gente agarrar nojo do crochê.

Como essa planta é feita de vários galhinhos saindo da terra, e o meu “terrário”, de terra não tem nada (porque ninguém é palhaça de sujar crochê), fiz primeiro um semi círculo simbolizando terra, pra gente ter onde juntar essa galera toda. Depois é só enterrar essa “terra fake” nas pedrinhas que fica tudo certo.

Vamos pra receita? #demorô

🌵 Suculenta Pérola – Receita de Crochê

Agulha: entre 2 mm e 2.5 mm (usei 2.25mm)
Linha: Charme | Círculo (usei a Capri da Kátia, que é irmã gêmea)
Tamanho (aprox): Como se mede uma maçaroca?
Tipo de crochê: fiapo contínuo (sério, cordinha)
Nível: tecnicamente fácil, mas cheio de etapas.

Pontos usados:
anel mágico
pb: ponto baixo
bolha: quatro pontos altos sem fechar na última carreira, depois puxa tudo junto
1 aumento = 2 pb no mesmo ponto

DICAS DO AMÔ:

  • Pra não repetir a mesma coisa, eu indico uma instrução entre colchetes, com o número de vezes que ela deve ser repetida. Ex: se eu disser [1 aum, 2 pb] ao redor – é pra fazer a volta toda o que está dentro do colchete. Ok? Ok.

Terra fake:
Com linha marrom (usei um resto de Big Alabama da Kátia, que é tipo Baloon dupla + agulha 3mm – mas use o que você tiver em casa!), faça o seguinte:
Carreira 1: 6 pb no anel mágico (6)

Carreira 2: 1 aum em cada ponto (12)

Carreira 3: [1 aum, 1 pb] ao redor (18)

Carreira 4: [1 pb em cada ponto] ao redor (18)

Corte a linha, mas não precisa fazer nada com ela ainda. Depois de costurar todos os galhinhos, a gente soca esse rabinho de linha marrom pra dentro pra esconder os verdes (#aloka).

Pra fazer essa plantinha, vamos fazer dois tipos de galhos. Um que vai ficar com a ponta solta, e o outro que vai ficar com as duas pontas presas. Alá a foto.

Galho com as duas pontas presas em cima, galho com a ponta solta embaixo.

Receita dos galhos de duas pontas presas:
Você vai fazer uma série de correntinhas, alternando entre 6, 8 e 10 correntinhas. Vou dar um número aqui pra gente começar, mas vai mudando entre uma correntinha e outra, ok? Pra ficar mais parecido com a aleatoriedade da planta.

Faça 6 correntinhas (deixe uns 6 cm de linha pra poder costurar depois) Na segunda correntinha a partir da agulha, faça o ponto bolha (nada mais do que 4 pontos altos sem tirar o último, e depois tira todo mundo junto.

Seis correntinhas, e quatro pontos altos sem tirar o último ponto.

Puxa tudo ao mesmo tempo! E prestenção nessas duas alcinhas aqui embaixo. E faz bolínea! (E se não ficar muito redonda, moda com o dedo, que ninguém viu. Shhh).

Puxa toooodo mundo ao mesmo tempo!

 

Coloca a agulha pelo meio dessas duas alcinhas, e puxa uma alça nova.
A alça nova não tá na foto, mas vocês sacaram, né? 

Agora faça mais 8 correntinhas, e repita a bolha. Faça outra bolha bem aqui, na segunda alcinha a partir da corrente.

Agora começa tudo outra vez, a partir da bolha!

Depois da bolha, faça mais correntinhas, e outra bolha. E assim sucessivamente, até sua peça ficar com mais ou menos 18 cm (sem contar a linha que ficou pra fora pra costurar). Como é pra ser aleatório, esse tamanho pode variar, ok? Tô só dando as diretrizes desse galhinho que eu fiz.

Receita dos galhos de uma ponta presa e outra solta:
Você vai fazer basicamente tudo como no passo anterior, mas vai parar em uma bolha, quando seu galhinho tiver aproximadamente 15cm. Depois disso, você vai cortar e esconder o último fio dentro da última bolinha.

Faça de 5 a 10 de cada (dependendo do efeito que você quer), e prenda como na foto, por dentro da nossa terra de mentirinha.

No caso das duas pontas presas, amarre uma na outra, com o nó ficando escondido na parte de dentro.
No caso de prender o galho com uma ponta só presa, pude o fio pra dentro, e passe pelo meio de outro fio, finalizando com um nózinho cego feito pela agulha (como se fosse uma correntinha de crochê).

A plantinha que serviu de inspiração. <3

Tcharam! Uma maçaroca pra chamar de sua.
Foto: site da editora abril.

1 COMENTÁRIO

Deixe uma resposta