Meu 'crotesto' em forma de bolsinha. <3
Leia em 6 min

O gráfico, o link para as explicações e tudo o que você precisa saber sobre esse PAP estão aqui nesse post. A primeira parte desse passo a passo está aqui nesse outro post. Tô prática hoje. Hahaha.

***DICA DO AMÔ: Recomendo esta extensão para o Chrome. Com ela, você passa o mouse quando quiser ver a imagem grande, e tira o mouse e ela fica pequena. Simples e maravilhoso. ***

Então tá. Você já passou pelas primeiras dores e delícias do fio conduzido. Você já fez seis lindas carreiras da sua bolsinha #crotesto e agora está só esperando a segunda parte desse PAP pra seguir mandando ver certo? Certo.

1Retire o marcador e faça mais 8 pontos baixos

Na foto eu fiz uns 20, mas foi exagero total. Hahaha Não que vá fazer a maior diferença do mundo, mas faz 8 que já está ótimo. Aí a gente vai pra próxima parte, a tão temida troca de cores. #eikemedo

2Faça o início de um ponto baixo, mas não dê a laçada final

Não ainda, pelo menos. Observe que, a partir daqui, tem o gráfico no topo da foto, indicando em que ponto estamos trabalhando. Cada quadradinho é um ponto baixo e a gente segue o gráfico linha por linha, da direita pra esquerda. Nesse PAP, vamos até o final desta linha juntas, pra ficar tranquilo de entender a troca de cores.

3Inverta a posição das linhas na sua mão

Coloque a linha da COR B em cima do seu dedo, enquanto posiciona a linha de COR A no mesmo lugar onde a B estava antes. Não fica nervosa, respira no saquinho que vai dar certo. Observe a tensão da linha pra que não fique frouxa (nem muito apertada). É pra ficar basicamente como estava antes, mas uma no lugar da outra. Capice?

4Finalize esse ponto baixo com a linha da COR B

Isso vai garantir que as bordas das letras fiquem perfeitas. Esse é o pulo do gato do fio conduzido: antes de trocar as cores, finalize o último ponto baixo de uma cor com a cor que será usada no próximo ponto.

5Siga trabalhando com a nova cor. Faça um ponto baixo normalmente

E agora vamos fazer o mesmo número de ponto baixos que pede no gráfico (4, alá no topo da foto), mas sem fechar o último: a gente fecha ele com uma laçada da próxima cor. Tá pegando o esquema, né?

6Troque a posição das linhas na mão antes de finalizar o último ponto da COR B

E, sempre que trocar de cor, verifique a tensão de ambas as linhas, pra que o trabalho não fique frouxo, ou muito apertado. Levei umas duas peças pra pegar o jeito desse negócio da tensão. Não se cobre tanto se achar que não está perfeito, ok? A prática leva à perfeição. #oremos

7Siga com a COR A pelo número de pontos indicado no gráfico

Que, aqui, no caso, são 4 outra vez. Vai escondendo a outra linha como de costume, e não perca a fé, que vai dar tudo certo no final.

8Algumas vezes, a linha escondida vai aparecer entre os pontos E TUDO BEM

A gente esconde o fio conduzido o melhor que podemos, mas ele inevitavelmente vai dar as caras entre um pontinho e outro, especialmente no avesso. Mas isso não é um grande defeito (a não ser que a linha conduzida esteja absolutamente frouxa e “vazando” pelos pontos; nesse caso, vá pelo avesso e puxe ela com carinho pra fora. Se der ruim, que seja no avesso e não na frente). Mas segue aqui uma foto do avesso pra te tranquilizar. No todo, esses pedacinho praticamente não serão notados.

9No último ponto baixo da COR A, inverta os fios e dê a última laçada com a COR B

10Um close sexy na laçadinha marota

Tô achando essa agulha muito fotogênica, caras.

11Siga o número de pontos indicado no gráfico até a próxima troca de cor

É basicamente o que a gente vai fazer daqui pra frente. Pra sempre. Até o final do projeto. MAS é muito importante reforçar: nunca finalize o último ponto baixo de uma cor sem a laçada da outra cor. NEVAH. Vai ficar um pontinho horroroso no meio do seu lindo trabalho e você vai ficar com ódio e vai querer brigar comigo e se perguntar onde estava com a cabeça quando topou o desafio. Apenas não.

12O último ponto de cada cor deve parecer assim

Com a laçadínea lindínea salvadora de acabamentos.

13Siga o número de pontos até a troca de cor

Que aqui, no caso são dois. E no último ponto tem o que? O que? A laçadinha com a outra cor pra fechar o ponto! Nunca mais você vai esquecer, certo? <3

14Faça sete pontos completos com a COR B, e o último com uma laçada da COR A

A essas alturas, você provavelmente já pegou total o jeito da coisa. Attagirl!

15No próximo passo, mais dois pontos com a COR A

Trocar de cor é facin. Só tem que ficar ligada pra não errar a contagem de pontos. (Fazer fio conduzido assistindo série é minha receita pessoal de fracasso. Vocês não sabem o ódio que tenho do Frank Underwood pela carreira que me fez perder todinha, e só reparei quanto já tinha dado toda a volta).

16Outra letra “E”, mais sete pontos com a COR B

Lembrou da laçadinha? Se esqueceu, volte duas casas!

17No último ponto da COR B, finalize com uma laçada na COR A

E estamos quase acabando essa carreira. Yey!

18Faça cinco pontos com a COR A, e troque de cor pela última vez nessa carreira

Estes últimos três pontinhos são o pézin da letra T. A gente não precisa mais de marcadores, porque as próprias trocas de cores serão nossas guias na próximas carreiras.

19Finalize o último ponto da COR B com uma laçada na COR A

E, daqui até o outro lado, quando voltamos às trocas de cores, basta seguir fazendo pontos baixos. Simples como a vida deve ser. Porém…

20Certifique-se de ter a quantidade certa de pontos ao finalizar a carreira

Essa carreira é a principal do trabalho inteiro. Ela servirá como guia, e é sobre ela que trabalharemos as letras todas. Se algum ponto estiver faltando ou sobrando, tanto nas letras quanto nos espaços entre elas, fica mais difícil de corrigir depois, e isso pode prejudicar todo o trabalho. As letras ficam tortas, ou coladas demais em alguns pontos. Mas isso não vai acontecer com você, pois você é sensacional e conferiu tudo direitinho.

My job here is done. Esse PAP termina aqui, mas eu vou fazer uma galeria de imagens com a segunda carreira, para o caso de bater aqueeeela dúvida marota na hora de retomar a troca de cores, ok?