PAP fio conduzido #DesafioDescolado Fora Temer! PARTE 1

Nesse post vamos ensinar o PAP da técnica do Fio Conduzido, para crochetar uma bolsinha escrito Fora Temer em um lindo crotesto (crochê + protesto) pacífico <3

3
1071
Meu 'crotesto' em forma de bolsinha. <3
Leia em 5 min

Pra quem pegou o bonde andando e não sabe o que é o Desafio Descolado, clica aqui que eu explico nesse post o que é o desafio desse mês. Se não sabe nem que história de Crochê Descolado é essa, clica aqui que eu explico também.

(Se você gosta de visualizar as imagens sem ter que clicar nelas, recomendo esta extensão para o Chrome, que aí você passa o mouse em cima e a imagem aumenta)

Vamos ao PAP desta bolsinha! Pra fazer seu próprio crotesto (a.k.a um crochê-protesto) você vai precisar de:

  • 2 novelos da linha Charme da Círculo (em torno de metade de cada um). Vamos chamar a cor principal de COR A e a cor das letras de COR B
  • Agulha 2mm (a minha é 2,25mm, imagino que até 2,5mm dê certo)
  • Zíper da cor que desejar (usar um zíper da COR B fica charmosinho)
  • Agulha e linha de costura (a linha preferencialmente da COR A)

Vamos seguir o gráfico abaixo, que representa a parte da frente, e tem 70 pontos de largura por 35 pontos de altura. Como só tem troca de cores na frente, a parte de trás não precisa de gráfico. Basta fazer o mesmo número só de pontos baixos (também 70, como na frente).
A receita será trabalhada em ESPIRAL, ou seja: continuamente, sem mudanças de carreira.

*** IMPORTANTE: Vamos conduzir o fio desde a primeira carreira, mesmo que só haja troca de cores nos idos da sétima carreira, ok? Desta forma a tensão do tecido será a mesma em toda a peça (deixar de conduzir o fio nas primeiras carreiras vai tornar sua peça disforme, mais mole na parte de baixo ***

COMO LER O GRÁFICO?
O gráfico deve ser acompanhado da direita para a esquerda, de baixo pra cima. Chegando ao final da linha, você segue a sua correntinha em espiral até o outro lado normalmente, e recomeça a seguir o gráfico quanto encontrar o ponto onde começou.

De baixo para cima, da direita para a esquerda, e vai subindo assim.

CLIQUE AQUI PRA BAIXAR O GRÁFICO EM ALTA (sugiro imprimir, muita tela faz mal pros olhos :P)

1Faça uma correntinha de 141 pontos na COR A

São cento e quarenta e UM pontos, porque no final, o último ponto vai servir pra unir com o primeiro. Pra contagem dar certo, precisa ter um a mais. Até aqui tudo simples, todo mundo sabe, ninguém me odeia ainda.

2Antes de unir, verifique se a correntinha não está torcida

O jeito mais fácil de verificar se a corrente não está virada é fazer um círculo com ela, garantindo que a face da correntinha (aquela parte que parece que tem um monte de letrinhas V, como uma trancinha) fique virada para fora.

3Faça um ponto na primeira corrente para unir os lados

Sem torcer a correntinha! Sem torcer a correntinha!

4Faça apenas o primeiro ponto baixo, para unir as pontas

Antes de fazer mais pontos, vamos incluir o fio da outra cor. A partir daqui, vamos crochetar em espiral. Lembre-se: certifique-se de que a corrente não esteja torcida! (Eu sei, eu já falei, mas é importante!)

5A partir de agora, vamos integrar o fio da COR B

Basta colocar junto do outro fio (aquele rabinho que sobrou lá do começo) pra ficar mais fácil de segurar ele na hora de crochetar. Agora a gente vai passar por cima dele lá onde estamos crochetando, com a outra cor, e vai dar tudo certo. Prometo. A partir do primeiro ponto que for dado por cima dele, ele ficará preso.

6Dando o primeiro ponto por cima do fio conduzido

Neste momento, o fio está solto, preso só pela sua mão. Nada impede o fio da COR B de sair andando sozinho pelo mundo, mas isso está prestes a mudar: agora vamos dar o primeiro ponto e, ao laçar por dentro do ponto baixo da carreira anterior, vamos passar POR CIMA dele.

7A laçada crucial, em vista aérea

Depois de laçar por dentro do ponto como na foto, é só fechar o ponto baixo com mais uma laçadinha. Não precisa fazer nada com o fio da outra cor, apenas garantir que ele esteja ali, sendo preso pela laçadinha que forma o ponto baixo.

8Siga fazendo um ponto baixo em cada ponto baixo da carreira anterior

Na frente, o fio da COR B não aparece. Na parte de trás, fica assim.

9A partir de agora, o fio está preso e basta seguir crochetando por cima dele

Um ponto em cada correntinha da carreira anterior.

10Siga em frente, até o final da carreira

Bem mais simples do que você esperava, né não? 🙂

11Permita-me apresentar o último ponto dessa carreira

Um nítido sinal de que você é ótima nisso. Você chegou até aqui. Toca aqui! o/\o

12Posicione o marcador no primeiro ponto da nova carreira

O ponto seguinte ao da foto anterior. Isso vai te ajudar a contar quantas carreiras você faz, pra saber onde começar a trocar de cor pra fazer as letras aparecerem. Dependendo da sua segurança com crochê, você nem precisa dele. Mas se tá em dúvida e é seu primeiro trabalho com a técnica, pra que arriscar, né? Na falta de marcador de pontos (frescurinha que a gente ama) vale usar grampinho de cabelo, clips, pedacinho de linha de outra cor…

13Não tá torcido, não, né?

Só checando, só checando. Melhor estar seguro do que arrependido.

14Siga crochetando um ponto baixo em cada ponto da carreira anterior até que tenha completado seis carreiras

Depois disso, eu volto com a parte dois desse PAP, que é quando a gente vai começar a crochetar as letras. Eu não falei que a gente ia explicar bem direitinho e que ia dar tudo certo? <3

 

Vai lá ver a segunda parte desse PAP aqui, ó.

3 COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta