Resenha do livro Crochê Moderno da Molla Mills. Aviso: sou fã dela, e esse post contém altíssima carga de opinião pessoal (é óbvio, mas não custa lembrar).
Leia em 4 min

Quando eu soube que o livro Crochê Moderno, da Molla Mills, iria ser traduzido para o português, tive sentimentos mistos. Crochê Moderno pra mim é, simplesmente, inspiração destilada, pura e estética. Mas eu sabia que eventualmente iria ouvir reclamações tupiniquins sobre a simplicidade dele. Agarrei na citação de Coco Chanel, que diz que “a simplicidade é o grau máximo de sofisticação” e fui.

Ganhei essa delícia em 2016, quando marido voltou de uma viagem à Espanha (minha versão do livro está em Espanhol). Não conhecia a autora, ele encontrou esse livro por conta própria em uma incursão à uma loja que eu amava (e fechou:( ), com o intuito de “encontrar algo que pudesse me inspirar“. Objetivo pra lá de atingido!

Com receitas simples, mas dotadas de uma estética poderosíssima, a autora praticamente reinventa a técnica, usando pontos comuns e receitas fáceis de seguir para criar peças de decoração impossíveis de serem ignoradas. Almofadas, cestos, bolsas, capas, acessórios: são mais de 30 receitas escritas passo a passo, com fotos ilustrativas.

Crochê Moderno traz até uma amostra de pontos de todos os fios usados ao longo do livro, pra que a gente consiga visualizar e comparar (mesmo que não tenha acesso aos mesmos fios, pra poder encontrar substitutos).

O livro é dividido em cinco partes. A parte um, “Instruções básicas“, traz um mini tutorial com fotos para explicar os pontos e algumas técnicas usadas no livro. A parte dois traz “Projetos para o lar“, e é a maior de todas. Tapetes, almofadas (e até coisas inusitadíssimas, como capa para fios elétricos) estão aqui. Na parte três, “Acessórios de crochê“, estão as bolsas, capas e bijuterias. A parte quatro, intitulada “Crochê Pixel” te ensina a trabalhar gráficos de pixel (e inclusive, dá dicas de como criar seus próprios) com a técnica do crochê filé (mas os mesmos gráficos podem ser aproveitados no fio conduzido). A parte cinco, no final do livro, se chama “Toques finais” e fala sobre como dar aquele borogodó no acabamento nas suas peças. Molla ensina a fazer suas próprias etiquetas, naquela pegada DIY que a gente ama, e dá até uma diquinha de alongamentos pra fazer entre um crochê e outro.

Saber fazer correntinha, ponto baixo e ponto alto é conhecimento suficiente para executar a maioria das peças. Entre as técnicas ensinadas no livro, o fio conduzido e o crochê filé parecem estar entre as favoritas da autora.

Não tem essa peça no livro, não precisa chorar por causa da agulha pequenininha. Hahahaha.
Foto: divulgação.

A melhor parte do trabalho de Molla Mills, pra mim, é a completa falta de barreiras para o uso do crochê. Ao longo dos livros dela, a liberdade criativa vai ficando cada vez mais aparente, e novos usos (até então impensados) para a técnica vão se combinando e moldando novas peças, sem nunca perder de vista a facilidade de execução. Se criar suas próprias receitas é sua onda (mesmo que isso seja um projeto pra um futuro distante), recomendo que beba dessa fonte riquíssima que é o trabalho dessa designer finlandesa. Sim, absolutamente fangirl.

FICHA TÉCNICA – CROCHÊ MODERNO, MOLLA MILLS
Livro: Crochê Moderno
Autora: Molla Mills
Editora: GGBrasil (Editora Gustavo Gili)
Preço médio: R$ 89
É sensacional: Fácil execução, fotos claras, peças vistosas.
É meio blé: A tradução em português parece ter vindo cheia de erros (esperamos que a segunda edição traga melhorias).
Onde comprar: Amazon, Livraria Cultura, Saraiva, Travessa, Folha, site da editora.
Receita favorita: As bolsas todas! Mas a que mais amei foi a almofada Zig Zag, que transformei em bolsa (me deixa), por motivos de: amo chevron.

Essa bolsa não é minha, mas achei essa foto tão sensacional! É uma das bolsas do livro.
Achei no http://thebrisingamen.blogspot.com.br
Essa é minha! Nascida pra ser almofada no livro, virou bolsinha. Feita com Duna e agulha 3.25mm, alça comprada pronta.

Molla gravou um vídeo pra divulgar o lançamento do livro em português, alá.

E, se você quer ver mais um tiquinho do trabalho dela, dá uma olhada nesse vídeo do estúdio dela por dentro.

Beijos e bom crochê!