Cacto Bola saindo fresquinho!
Leia em 5 min

O Cacto Bola foi uma escolha natural, depois da última peça. A mesma técnica usada pra fazer a bolinha vermelha de cima do cacto é a que usei pra fazer a peça toda aqui. Estou com a nítida sensação de que esse desafio fica mais fofo a cada post que passa, mas deve ser porque tô vendo meu terrário de cima da mesa ficando cheio. Que projeto mais irresistível, senhoras e senhores.

No final das contas, acho que nem vai ter espaço no meu terrário pro tanto de cacto que eu quero fazer, mas quem tem limite é município, não é mesmo? Eu vou encher minha casa de cactos e, se reclamar, encho a dos outros também. Hahaha

O nome científico do Cacto Bola é Echinocactus Grusonii, em inglês chamado de Golden Ball Cactus (mas Cacto Bola é mais bonitinho, vai). Ele tem o corpinho todo coberto de espinhos, que eu transformei em bordadinhos, mas que ainda vou testar umas paradas novas aí. Tô pensando em cortar parte dos fios do bordado (que foi feito em Charme da Círculo), pra ver como fica. Me desejem sorte, pode ser que isso estrague a peça toda. Hahaha

Pro enchimento, dei uma de louca e usei uma coisa que eu sempre quis: “algodão” de paineira. Saca aquela árvore que solta uns fiapos em certa época do ano? Pois que juntei uma sacola disso e fiquei uns meses esperando pra ver se dava bicho, se ficava podre, sei lá. Mas não deu nenhum ruim, e estamos aqui, usando essa alternativa super ecofriendly e naturebinha pra encher o cactíneo. <3

Alá a sacolinha (da padaria Real) cheia de algodãozinho de paineira! <3
🌵 Cacto Bola – Receita de Crochê

Agulha: 3.5 mm
Linha: Charme | Círculo (Fio duplo verde militar no corpo, fio sozinho bege pros espinhos)
Tamanho (aprox): 6 cm de diâmetro
Tipo de crochê: carreiras
Nível: fácil. Bem fácil.

Pontos usados: 
anel mágico
corr:
correntinha
pb: ponto baixo
blo: ponto baixo só pela alça de trás (a sigla vem do inglês, back loop only, tô sendo didática de novo hahaha)

DICA DO AMÔ:

  • Vamos precisar de um pompom pequenininho, feito de garfo! Se quiser um vídeo de como fazer mini pompom, a Bia Morais, do blog Two Bee, ensina aqui – já deixei no ponto certo! Mas tem galeria de fotos no final do texto, de qualquer forma.

Corpo do cacto (linha VERDE ESCURO)
Deixe um “rabinho” de uns 20cm pra costurar depois.
Carreira 1: 17 corr (17)
Carreira 2: pule a primeira corrente próxima à agulha, e faça 1 pb em cada ponto, a partir da segunda (16)
Carreira 3 a 29: 1 pb blo (só na alça de trás) em cada ponto (16)
Carreira 30: Quando você juntar a carreira inicial à carreira final, a peça vai ficar em forma de “tubo”. Crochete juntando a última carreira à primeira. (passe a agulha por um ponto da primeira carreira antes de fazer os PB da carreira que você está trabalhando).
PS: Se complicar, você pode simplesmente fazer a última carreira normalmente e, com o auxílio de uma agulha de tapeçaria, fechar a última carreira.

IMPORTANTE: Antes de fechar esse tecido reto e transformar em tubo, verifique se as duas linhas (a do começo e a que você está usando) estejam do mesmo lado, pra que depois de feita a última carreira, você tenha um fio pra cada lado. 

Você pode fazer até achar que está do tamanho que você quer (vai enrolando ele ao longo do trabalho pra ir tendo uma ideia do diâmetro). IMPORTANTE: Antes de fechar, os fios tem que estar do mesmo lado.
A foto tá escura porque eu fiz essa parte à noite. Caso não tenha ficado claro como é feito o fechamento, espero que a foto ajude 🙂

Deixa uns 20cm de fio pra costurar esse lado também.

Agora a gente vai transformar esse tubo em bolinha.

passa a agulha só pelas partes mais altas!

Passando a agulha pelo topo de cada parte mais alta, feche os tubos, puxando bem (cada lado com sua própria linha). Esconda a linha pra dentro do trabalho e corte.

Bordando os espinhos

Usando a linha Charme na COR BEGE, introduza o fio em um dos lados, e faça pontinhos de alinhavo, como na foto. Encontre esses fiozinhos do trabalho e passe sempre por eles, na mesma direção, pra que o trabalho fique uniforme.
É bacaninha que cada ladinho tenha os pontos em uma direção, pra ficar mais bonitinho.

Bordadinho noturno. Tá vendo ali na foto os pontinhos que eu falei, pra introduzir a agulha?

Pra inserir o fio do bordado, nem precisa prender ou arrematar. Basta deixar um “rabinho” pra fora, e depois de terminado o bordado, cortar.

Terminei no dia seguinte, olha que luz mais linda desse sol maravilhoso de meu Deus!

Agora é só fazer o pompom e costurar em cima! Fiz galeriazinha de fotos pra quem estiver afim de fazer o pompom no garfo! Saca só:

Considerações finais:
1. Eu achei que o algodão da paineira foi PERFEITO pra esse projeto. Isso porque, diferentemente do fio acrílico, ele permite moldar o cacto todo, no formato que eu quiser! Sério, a partir de hoje serei a louca das paineiras, andando com sacolinha pra todo lado em época de algodãozinho!
2. Tá indo tudo sem revisão. Eu tenho sonhos de um dia voltar e rever essas receitas do desafio, consertar os erros de digitação, fazer mais fotos e tal. Deus abençoe a Clarice por fazer o desafio de Novembro! <3 #aleluia.
3. Nada a ver com o assunto, mas vocês já viram o mini amigurumi ursinho abóbora que ela fez? Tô morrendo, sério. Apenas vejam.

2 COMENTÁRIOS

Deixe uma resposta